Quinta-feira, 13 de Março de 2008

A Sagração da Primavera

 

 

Os primeiros raios de sol despertam

Dessa noite invernal que nos atrofiou o Ser,

Qual aurora desperta agora com os dias mais longos

O chilrear das aves, o acasalamento da Natureza

Saudando o regresso da Primavera.

 

E eis que ela chega

O rei sol esplandorece,

O mar se torna azul

O céu, magestoso, de azul turquesa

E os rios espelhos se tornam – onde

Toda esta maravilha se reflecte.

 

Os montes e vales

Outrora quase sem cor

Ganham sombras e tonalidades

Que vão compondo a paisagem – que

Deslumbrante nos faz resplandecer.

 

A Primavera tem destas coisas,

Fazer do belo maravilhoso – e nós

Fazendo parte dela, quais personagens de um filme,

Devemos compor o ramalhete.

 

 

José Pedro Amaral

13.03.2008 ©

publicado por escrevinhando às 16:53
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Luzita/Kiki a 15 de Março de 2008 às 18:16
Amigo,
Adorei o teu poema! De coração mesmo.
E esperando eu também a Primavera, vou escrevendo palavras aqui e acolá, como flores espalhando cores e ternura nos cantinhos(Blogs) que gosto.

No teu também;)

Beijinho com carinho para ti, da

Luzita/Kiki


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.posts recentes

. Você Já Amou Tanto Assim!

. Verdades Inconvenientes

. Magos e Anjos, a Verdade ...

. Sabedoria de um Mestre

. Recordar é Viver

. Jesus....

. Poema de Ano Novo

. O que fará sentido, afina...

. O Pedreiro

. O Verdadeiro Sentido da V...

.arquivos

. Março 2010

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Janeiro 2009

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds